Quem foi Rosa Peral? O Crime Real que Inspirou a Série da Netflix

CURIOSIDADES

Um crime real chocante serviu de inspiração para a nova série da Netflix, “El cuerpo en llamas”. Prepare-se para mergulhar fundo nesta história que tem intrigado a todos!

Veja também: 5 Easter Eggs em filmes que vão te surpreender!

Crime

Tudo começou nas tranquilas margens do pitoresco Pantano de Foix, onde um carro carbonizado revelou um segredo sombrio. O corpo de Pedro Rodríguez foi encontrado no veículo, deixando a todos perplexos. O que inicialmente parecia ser um incêndio comum se revelou um crime terrível.

Pedro Rodríguez

Internet/Reprodução

Pedro Rodríguez, um agente da Guardia Urbana de 30 anos, foi a vítima central desse escândalo. Ele foi encontrado carbonizado no interior de seu próprio carro, com uma terrível ferida de bala. Pedro, um homem de família e dedicado ao trabalho policial, estava no centro desse enigma sinistro.

O triângulo amoroso

O que torna esse caso ainda mais intrigante é o envolvimento de Rosa Peral, uma mulher de 42 anos, ex-camarista que se tornou policial. Rosa é a peça-chave desse drama e estava no epicentro de um triângulo amoroso explosivo que culminou no crime que chocou Barcelona.

Rosa Peral

Internet/Reprodução

Rosa Peral era conhecida por sua beleza estonteante e sua habilidade na dança. Antes de entrar para a polícia, trabalhava como camarera em uma famosa discoteca, onde muitos a consideravam irresistível. Os colegas de profissão descreviam-na como egoísta, com baixa tolerância à frustração, emocionalmente distante e carente de empatia. Além disso, sua vida amorosa era tumultuada, com histórias de traições passadas.

Rosa manteve relacionamentos simultâneos com Pedro Rodríguez, a vítima, e Albert López, o terceiro vértice desse triângulo amoroso. Essa complicada situação culminou no crime e expôs as reviravoltas da vida amorosa de Rosa.

Albert López

Internet/Reprodução

Albert López era o terceiro integrante desse triângulo amoroso. Ele era amante de Rosa Peral e alegou ter denunciado um caso de “porn revenge” contra ela por parte de outro agente antes do crime. Segundo sua versão, Rosa matou Pedro após ser agredida por ele e pediu ajuda para se livrar do corpo.

Foto foi decisiva na investigação

Internet/Reprodução

No centro desse escândalo que abalou Barcelona, uma foto suspeita se tornou uma peça-chave da investigação. Essa imagem, levantou questões intrigantes sobre o que realmente aconteceu naquela fatídica noite, e o que mais chamou a atenção foi o gesto de língua provocativo que ambos fizeram para a câmera. Essa imagem levantou uma série de questões e especulações sobre a natureza de seu relacionamento e os eventos que se seguiram. A foto se tornou uma peça intrigante do quebra-cabeça, alimentando ainda mais o frenesi em torno desse caso complexo.

A condenação

Em um julgamento que manteve a cidade em suspense, Rosa Peral foi condenada a 25 anos de prisão pelo assassinato de Pedro Rodríguez, enquanto seu amante, Albert López, recebeu uma pena de 20 anos. Ambos foram considerados culpados, e a família da vítima foi indenizada em 885.000 euros.

Devido a seu comportamento problemático na prisão, Rosa Peral foi transferida de centro penitenciário várias vezes. Ela se tornou amiga íntima de Ángela Dobrowolski, ex-mulher de Mainat, que enfrentava acusações de tentativa de assassinato.

Da vida real para as telas

A série “El cuerpo en llamas” reconta esse drama da vida real, revelando todos os segredos, traições e reviravoltas que marcaram o caso. Com Úrsula Corberó no papel de Rosa Peral e Quim Gutiérrez interpretando Albert López, a produção da Netflix promete manter os espectadores grudados na tela.

O impacto do crime

Esse escândalo abalou profundamente a Guardia Urbana e levou a mudanças significativas na forma como a polícia é vista em Barcelona. O crime e o subsequente julgamento revelaram uma rede de relações tóxicas, enganos, violência e escândalos sexuais que envolviam Pedro Rodríguez e seus dois colegas policiais, Rosa Peral e Albert López.

Quer saber mais sobre esse escândalo de Barcelona? Continue acompanhando o Seu Passatempo para mais conteúdo fascinante sobre essa história surpreendente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *