pote de azeite

Azeite brasileiro é líder mundial em produção “Carbono Negativo”

NOTÍCIAS

A Lagar H, uma renomada fabricante brasileira de azeite, acaba de conquistar um feito incrível que coloca o Brasil no centro das atenções ambientais globais. De maneira brilhante, a empresa se tornou a primeira do mundo a comprovar que possui produção “carbono negativo“. Para saber mais, confira o texto!

Veja também: Telescópio Espacial James Webb encontra carbono na lua de Júpiter

O que significa “Carbono Negativo”?

Esse certificado pioneiro confirma que a quantidade de carbono retirado da atmosfera pela Lagar H é maior do que a emissão de gases prejudiciais ao planeta durante todo o seu processo de produção, desde o cultivo de azeitonas até a fabricação e distribuição do azeite.

Compromisso com a sustentabilidade

A Lagar H iniciou a análise de suas emissões de gases de efeito estufa há dois anos, quando buscou a parceria da startup Akvo ESG. Essa iniciativa surgiu a partir do desejo da empresa de se alinhar ao Sistema B Brasil, que estabelece metas de boas práticas sociais e ambientais (ESG).

Resultados surpreendentes

De acordo com o inventário da empresa, a Lagar H alcançou uma remoção de carbono 1.266% superior ao volume total de suas emissões.

Ao considerar todas as atividades da empresa, incluindo a agroindústria e os olivais, a Lagar H emitiu 55,8 toneladas de CO2 equivalente (tCO2e) e retirou da atmosfera impressionantes 715,99 tCO2e.

O impacto ambiental positivo

Essa conquista da Lagar H não apenas a coloca no mapa mundial da sustentabilidade, mas também destaca o potencial do Brasil em adotar práticas ambientais inovadoras. Essa produção “carbono negativo” é um exemplo inspirador de como empresas podem fazer a diferença no combate às mudanças climáticas.

Continue acompanhando o Seu Passatempo para mais notícias empolgantes sobre as últimas conquistas e inovações ambientais ao redor do mundo! Para isso, siga-nos no Google Notícias para não perder nada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *