Isabella Nardoni

Caso da garotinha Isabella Nardoni vira documentário na Netflix

FILMES E SÉRIES

Quinze anos após o trágico assassinato de Isabella Nardoni, um documentário emocionante chegou à Netflix.

O filme intitulado “Isabella: O Caso Nardoni” lançado na última quinta-feira, 18, revive a comoção nacional que envolveu o crime e a subsequente investigação.

Dirigido por Claudio Manoel e Micael Langer, o documentário visa trazer à luz perguntas não respondidas da época e promover uma reflexão sobre os cuidados para prevenir abusos contra crianças.

Veja também: Confira O Que Disse A Família Adotiva Processada Por Michael Oher, Jogador Que Inspirou O Filme ‘Um Sonho Possível’

Uma produção profunda e detalhada sobre um caso tão sensível

O documentário é baseado no livro “O pior dos crimes – A história do assassinato de Isabella Nardoni”.

A obra cinematográfica mergulha fundo na história, com uma pesquisa minuciosa que incluiu a análise de mais de 6 mil páginas do processo, 118 horas de entrevistas e mais de 5 mil arquivos fotográficos de cobertura jornalística e registros familiares.

“Isabella: O Caso Nardoni” também apresenta depoimentos inéditos da mãe da garotinha, Ana Carolina Oliveira, e dos avós.

A narrativa não apenas explora as investigações e as evidências que desacreditaram os depoimentos do pai, Alexandre Nardoni, e da madrasta, Ana Carolina Jatobá, como também aborda a repercussão do caso na mídia, programas de TV e entretenimento.

Recorde o caso que chocou o Brasil

Isabella Nardoni tinha apenas 5 anos quando seu trágico destino se cruzou com o assassinato que chocou o país. Em 29 de março de 2008, a garotinha foi arremessada do sexto andar de um apartamento em São Paulo, causando comoção e revolta.

Apesar das alegações de acidente por parte do pai e da madrasta, evidências forenses apontaram para um assassinato brutal. A comoção e a reviravolta que se seguiram fizeram do caso um divisor de águas na consciência nacional.

No longa, os diretores destacam a influência da imprensa no caso, considerando-a como um terceiro elemento que moldou a investigação de maneira única e, às vezes, impactante.

Isso transformou o trágico episódio em um dos marcos mais memoráveis da história do jornalismo brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *