michael oher

Confira o que disse a família adotiva processada por Michael Oher, jogador que inspirou o filme ‘Um Sonho Possível’

FILMES E SÉRIES

A família envolvida no processo movido por Michael Oher, ex-jogador de futebol americano de 37 anos e inspiração para o filme “Um Sonho Possível” lançado em 2010 e estrelado por Quinton Aaron e Sandra Bullock, fez sua primeira declaração pública sobre o caso.

As acusações de Oher, que alega não ter recebido nenhuma compensação pelo uso de sua história no filme, foram recebidas com surpresa e tristeza pelo casal Leigh Anne e Sean Tuohy, que o adotou no filme. Confira mais sobre o assunto ao longo da leitura!

Veja também: X Pro, O Antigo Tweedeck, Deixa De Funcionar Para Quem Não Assina O X De Elon Musk

Versão de Michael Oher

Oher, que ganhou notoriedade por sua jornada de superação retratada na obra cinematográfica, revelou que sente ter sido explorado pelo casal Tuohy, que teria lucrado com sua trajetória.

Segundo ele, a narrativa vendida como uma adoção afetuosa na realidade se tratava de uma tutela, e os ganhos advindos do filme não foram compartilhados com ele, ponto que foi negado pelo casal. Veja abaixo o que eles responderam.

Versão do casal

Em sua defesa, ao ser entrevistado pelo jornal Daily Memphian, Sean Tuohy manifestou sua tristeza perante as acusações do jogador, enfatizando que o objetivo da tutela era garantir que Oher tivesse oportunidades no futebol americano universitário.

A família também alegou que, de acordo com o aconselhamento legal, uma adoção formal não era viável, dada a idade de Oher na época.

Quanto aos lucros do filme e do livro que originou a produção, Tuohy explicou que todos na família, incluindo Oher, receberam parcelas iguais. A renda total foi aproximadamente de 14 mil dólares por pessoa, um valor que, segundo ele, não reflete exploração, mas sim uma partilha justa.

A saga entre Oher e a família Tuohy ressalta as complexidades por trás de adaptações cinematográficas baseadas em histórias reais. O caso ilustra que, mesmo quando as intenções são positivas, as percepções podem variar significativamente e dar origem a conflitos legais.

Com essa ação legal, mais nuances da vida e da trajetória do jogador vêm à tona, mostrando a complexidade da relação entre pessoas reais e as histórias que contam.

Além disso, o relato do ex-jogador não é isolado. Ainda nessa semana, a jovem atriz Larissa Manoela divulgou sua história de conflito com os próprios pais por conta de dinheiro e divisão de ganhos.

Infelizmente, essa realidade não é tão incomum e por isso é possível ver casos como esses em repercussão.

7 thoughts on “Confira o que disse a família adotiva processada por Michael Oher, jogador que inspirou o filme ‘Um Sonho Possível’

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *