SP: Tarcísio sanciona lei que reconhece o Dia da Consciência Negra como feriado.

NOTÍCIAS

O governador Tarcísio de Freitas decidiu sancionar o projeto que institui o Dia Estadual da Consciência Negra em São Paulo. Com esta ação, 20 de novembro passará a ser uma data de descanso e celebração em todo o território paulista.

Veja também: AGORA: começa o julgamento dos atos golpistas de 8 de Janeiro – veja os réus e acusações enfrentadas

Origem da proposta e importância da data

O texto, aprovado no último mês pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), é uma iniciativa do deputado estadual Teonilio Barba. A data homenageia Zumbi dos Palmares, líder quilombola que resistiu bravamente contra a opressão, e se tornou um símbolo da resistência negra no Brasil.

Apesar de ser uma data já reconhecida no calendário brasileiro desde 2011, somente alguns estados e cidades consideram este dia como feriado. Zumbi, que liderou por quase duas décadas a resistência do quilombo em Alagoas, teve sua trajetória brutalmente encerrada em 1695, deixando seu legado de luta pela liberdade.

Inclusao no calendário

A inclusão do Dia da Consciência Negra no calendário escolar ocorreu em 2003, com a obrigatoriedade do ensino da história e cultura afro-brasileira nas instituições de ensino. Em 2011, a presidente Dilma Rousseff ampliou essa homenagem ao instituir o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

Desde 2015, um projeto circula na Câmara dos Deputados visando tornar o Dia da Consciência Negra um feriado em todo o Brasil. A proposta, de autoria do deputado Valmir Assunção, já recebeu parecer favorável de duas importantes comissões, mas ainda aguarda aprovação final.

A sancionação deste feriado em São Paulo é um marco na valorização da cultura afro-brasileira e na promoção da igualdade racial. Fique por dentro de mais novidades e atualidades aqui no Seu Passatempo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *