Fim do Universo

Como e quando o universo acabará? Veja as 5 previsões mais famosas que no fim não se concretizaram

CURIOSIDADES

A questão do fim do universo tem intrigado cientistas e entusiastas da cosmologia há muito tempo. Muitas teorias foram propostas ao longo dos anos, algumas das quais ganharam notoriedade, mas acabaram não se concretizando. Vamos explorar as cinco previsões mais famosas que não se tornaram realidade.

Veja também: Curiosidades sobre o Universo: fatos cósmicos que vão te surpreender!

1. A Profecia de William Miller (1843):

O pregador norte-americano William Miller previu que o retorno de Cristo e o fim do mundo ocorreriam em 1843. Quando a data passou sem incidentes, isso ficou conhecido como o “Grande Desapontamento”.

2. O Cometa Halley (1910):

Em 1910, o famoso Cometa Halley passou perto da Terra. Alguns alegaram que o cianeto em sua cauda destruiria a vida no planeta. No entanto, a Terra saiu ilesa.

3. O Alinhamento Planetário (1982):

Em 1982, o alinhamento dos planetas do sistema solar foi previsto como um evento catastrófico que causaria terremotos e destruição. Felizmente, nada disso ocorreu.

4. O Bug do Milênio (2000):

Muitos temiam que a virada do milênio, em 2000, causaria uma falha generalizada de computadores devido ao “Bug do Milênio”. Na realidade, a transição ocorreu sem grandes problemas.

5. A Profecia do Calendário Maia (2012):

A data de 21 de dezembro de 2012, baseada no calendário maia, foi interpretada por alguns como o fim do mundo. No entanto, a data passou sem eventos apocalípticos.

Embora essas previsões tenham gerado preocupação e especulação, o universo continua existindo conforme sua própria trajetória. A história nos mostra que a capacidade do ser humano de prever o fim do universo é frequentemente imprecisa.

Explore mais em Seu Passatempo

Para saber mais sobre previsões do fim do mundo e outros tópicos fascinantes da atualidade, continue explorando nosso conteúdo em Seu Passatempo. Mantenha-se atualizado e curioso sobre os eventos e mistérios que moldam nosso mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *