protestos-berlim

Berlim: pessoas protestam por direito de se identificarem como cães

CURIOSIDADES NOTÍCIAS

Então, parece que Berlim, essa cidade tão cheia de histórias, foi palco de mais um capítulo curioso. A estação ferroviária de Potsamer Platz testemunhou a reunião de cerca de 1.000 pessoas que se identificam como cães.

Veja também: PM atira e mata cachorro de influenciadora em Guarapari na frente de crianças: revolta e comoção!

Essas pessoas adotam traços e comportamentos caninos em sua identidade pessoal. E, acredite, a comunicação entre elas? Bom, ela é feita através de uivos e latidos! Para saber mais, continue lendo!

Reações da internet: do apoio à zoeira

Obviamente, um evento como esse não passaria despercebido na web. Logo, as redes sociais fervilharam com comentários sobre o encontro.

Enquanto alguns usuários expressavam apoio e curiosidade, outros, no melhor estilo internet, não perderam a oportunidade para as piadinhas, tipo: “Vem meteoro” e “Mandem minha nave, quero subir”. Desse modo, eles demonstram o descontentamento com os protestos.

Do Japão para o mundo: o homem que virou cão

Para entender a magnitude dessa tendência, é bom lembrar da história de Toco, um japonês que não só se identifica como um cão, como também investiu pesado para se tornar um.

Gastando nada menos que R$ 70 mil, Toco adquiriu um traje hiper-realista e passeou pelas ruas, atraindo olhares, carinhos e até causando estranheza em outros cachorros. Seu vídeo no YouTube, intitulado “Eu Quero Ser um Animal”, já ultrapassou um milhão de visualizações.

Pessoas que se identificam como cães: essa tendência veio para latir (e ficar)?

Cada vez mais vemos movimentos que buscam respeito e compreensão pelas diferentes formas de se identificar.

E no meio de toda essa diversidade, por que não um espaço para quem se sente mais à vontade latindo do que falando?

Bem, ficaremos ligados nas cenas dos próximos capítulos e te informaremos por aqui!

Por isso, continue acompanhando o Seu Passatempo e não perca nenhum detalhe dessa e de outras histórias que movimentam o nosso mundo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *