namorado de médica assassinada no interior de SP é preso

Preso namorado de médica assassinada no interior de SP. Veja a evolução do caso

NOTÍCIAS

A notícia que abalou São José do Rio Preto, SP, envolvendo a jovem médica Thallita da Cruz Fernandes, de 28 anos, encontrada morta dentro de uma mala em seu apartamento, ganha novos contornos. As investigações avançam, e o principal suspeito, namorado da vítima, foi preso no sábado, trazendo à tona uma história de amor transformada em tragédia.

Veja também: Enfermeira Enfermeira Lucy Letby Finalmente Condenada Pelo Assassinato De 7 Bebês. Entenda O Caso!

Descoberta macabra

Tudo começou quando uma amiga da médica, preocupada com o silêncio da jovem e a ausência de respostas às mensagens de sua mãe, tomou uma atitude e dirigiu-se ao apartamento.

O cenário que encontrou dentro da residência é de arrepiar: Thallita estava morta, seu corpo nu dentro de uma mala, com ferimentos cortantes no rosto e sinais de sangue no banheiro. Um mistério angustiante que chocou a todos.

O namorado como peça central

Davi Izaque Martins Silva, namorado de Thallita, emergiu como figura central no caso. As evidências levaram a polícia a considerá-lo o principal suspeito do crime hediondo. A investigação revelou que ele foi a última pessoa a entrar e sair do apartamento, e imagens de câmeras de segurança confirmam essa sequência.

A suspeita de feminicídio ganha força, uma vez que o relacionamento de um ano e meio enfrentava problemas e Thallita teria manifestado a intenção de terminá-lo.

Fuga e prisão

namorado de médica assassinada no interior de SP
Foto: Internet/Reprodução.

No sábado, as autoridades agiram. Davi Izaque Martins Silva, com 26 anos, foi preso em São José do Rio Preto. Sua prisão temporária foi decretada pela Justiça, e a ação foi executada pelo Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep), com a Divisão Especializada de Investigação Criminal (Deic) no encalço.

Uma triste reviravolta que dá um passo adiante na busca pela verdade.

Um crime brutal

O Instituto Médico Legal (IML) confirmou que Thallita foi vítima de um assassinato brutal. Ela foi esfaqueada e a hemorragia resultante dos ferimentos levou à sua morte. Os detalhes sórdidos da cena do crime demonstram a violência empregada e a frieza do ato.

Dois objetos perfurantes foram encontrados no local, apontados como possíveis armas do crime, agravando ainda mais o horror da situação.

Um legado triste

A jovem médica, recém-formada pela Famerp em 2021, deixou um legado de atendimento dedicado e atuação exemplar no combate à pandemia de Covid-19. Seu amor pela família era notório, e a notícia de sua morte impactou não apenas amigos e familiares, mas toda a comunidade médica e local.

A Famerp lamentou profundamente a perda, assim como o Hospital de Base de Rio Preto.

Nós da Seu Passatempo nos solidarizamos com a família e amigos de Thallita da Cruz Fernandes!

2 thoughts on “Preso namorado de médica assassinada no interior de SP. Veja a evolução do caso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *