Em meio a tragédia no RS, Janja festeja chegada à Índia e vira alvo de críticas

NOTÍCIAS

Janja, a primeira-dama, publicou um vídeo animado após desembarcar na Índia ao lado do presidente Lula, que participa da cúpula do G20.

No entanto, a comemoração de Janja foi criticada em meio à tragédia no Rio Grande do Sul, onde cidades enfrentam sérios problemas causados pelo ciclone extratropical. Saiba mais ao longo da leitura!

Veja também: Polêmica: Presidente Lula propõe voto sigiloso no STF

A chegada de Janja à Índia

Janja compartilhou nas redes sociais sua chegada à Índia com um toque de animação. No vídeo, ela exclama: “Namastê! Olá, Índia. Boa noite! Me segura que eu já vou sair dançando”.

O post foi publicado enquanto cidades do Rio Grande do Sul sofrem com as consequências devastadoras do ciclone extratropical.

Assim, a publicação de Janja não passou despercebida, e muitos internautas expressaram sua indignação. O deputado estadual gaúcho Professor Claudio Branchieri a acusou de “sambando na cara do brasileiro” e de demonstrar “deslumbramento juvenil e inconsequente”.

Além dele, o deputado federal Mario Frias também condenou a publicação, enfatizando a tragédia no Rio Grande do Sul.

Entenda a tragédia no Rio Grande do Sul

Enquanto Janja comemorava sua chegada à Índia, o Rio Grande do Sul enfrentava uma tragédia causada pelo ciclone extratropical. O estado registrou 41 mortes e mais de 135 mil pessoas afetadas, com milhares desabrigados e desalojados. Equipes de resgate continuam a busca por 46 pessoas desaparecidas.

Além das críticas, bolsonaristas alegaram que o presidente Lula e Janja estavam “passeando” na Índia enquanto o Rio Grande do Sul sofria. O casal presidencial viajou para participar da reunião de líderes do G20, um encontro de destaque entre as maiores economias do mundo.

Neste momento delicado, a comemoração de Janja na Índia gerou controvérsias e debates sobre empatia e responsabilidade. Acompanhe mais notícias e atualidades no Seu Passatempo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *