Boate Kiss

STJ mantém anulação do júri da Boate Kiss, e processo volta à estaca zero

NOTÍCIAS

A decisão chocante do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deixou o país perplexo. Por 4 votos a 1, a 6ª turma do STJ manteve a anulação do júri que condenou quatro pessoas pelo incêndio que matou 242 pessoas e feriu mais de 600 na Boate Kiss, em 27 de janeiro de 2013.

A tragédia completou dez anos sem que houvesse nenhuma pessoa responsabilizada pela Justiça.

Veja agora: Reforma de apartamento alugado da influenciadora Dora Figueiredo viraliza, entenda!

Reviravolta na justiça

Em agosto de 2022, os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça gaúcho já haviam anulado o júri dos quatro réus e suas condenações.

Desde então, os donos da boate, Elissandro Callegaro Spohr (o Kiko) e Mauro Londero Hoffmann, o músico Marcelo de Jesus dos Santos e o auxiliar de palco Luciano Bonilha Leão, estão em liberdade.

Argumentos divergentes

O ministro relator Rogério Schietti Cruz foi contrário à anulação, argumentando que as falhas técnicas foram contestadas fora do momento adequado. Porém, após um pedido de vista, os ministros Antonio Saldanha Palheiro, Sebastião Reis, Jesuíno Rissato e Laurita Vaz divergiram do voto do relator.

Entre os argumentos que levaram à anulação, a reunião reservada do juiz Orlando Faccini Neto com os jurados sem a presença dos advogados de defesa ou do Ministério Público foi destacada como “completamente irregular e anômala” por Reis.

O ministro Saldanha afirmou que a ocorrência da reunião sigilosa “traz uma influência que não tem como salvar o procedimento”.

Novo capítulo na tragédia

Com a decisão do STJ, o caso da Boate Kiss terá que passar por um novo júri popular. O processo retorna à estaca zero no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, e as penas anteriormente estabelecidas perdem validade.

O Brasil acompanhará com ansiedade o desenrolar deste caso que marcou a história do país. Fique ligado no Seu Passatempo para mais atualizações sobre esse e outros acontecimentos que movimentam o cenário nacional e internacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *