Americanas

Ex-diretor da Americanas diz não ter envolvimento com área contábil e financeira!

NOTÍCIAS

No cenário empresarial, reviravoltas e dramas não são incomuns. E parece que estamos prestes a testemunhar mais um capítulo emocionante na saga da Americanas SA.

Marcio Cruz, um ex-diretor com 28 anos de experiência na empresa, recentemente prestou um depoimento à Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) da Câmara dos Deputados, que está mergulhada na investigação de fraude na companhia.

Veja também: X Pro, O Antigo Tweedeck, Deixa De Funcionar Para Quem Não Assina O X De Elon Musk

Uma história de responsabilidades cruzadas

Cruz, com um semblante intrigado, afirmou durante o depoimento que, apesar de sua longa permanência na empresa, ele não era o responsável pela área contábil e financeira. Um detalhe que espanta a todos é o fato de que ele parece estar apontando para outros setores da empresa como responsáveis pela contabilidade.

Documentos comprometedores?

Uma reviravolta ainda mais intrigante aconteceu quando se soube que o Comitê Independente de Investigação da empresa já havia compartilhado documentos antes mesmo de concluir sua investigação interna.

Esses documentos foram usados pelo atual CEO da Americanas para se defender perante a CPI. Marcio Cruz, por sua vez, alega não ter tido acesso a esses documentos, levantando suspeitas sobre a transparência do processo.

Silêncio ensurdecedor

Durante a audiência pública, o ex-executivo compareceu com um habeas corpus, garantindo-lhe o direito ao silêncio. Assim, ele evitou responder às perguntas dos parlamentares, deixando muitos curiosos com o que ele poderia revelar se falasse.

Um gesto de boa vontade

Apesar do silêncio em relação às perguntas da CPI, Cruz expressou sua disposição de contribuir com as investigações.

Ele afirmou:

“Tenho contribuído para todas as frentes de investigação e autorizo desde já o compartilhamento de meus depoimentos.” Uma atitude que parece demonstrar uma vontade de cooperação, embora suas ações anteriores levantem dúvidas.

Para concluir, Cruz mencionou que, ao deixar a empresa, entregou seu aparelho de celular e computador, revelando um gesto de desvinculação e uma atitude que pode ser interpretada como tentativa de evitar qualquer ligação com possíveis provas.

O que esperar?

A saga do ex-diretor da Americanas está longe de seu desfecho. Com depoimentos enigmáticos, documentos misteriosos e silêncios estratégicos, estamos ansiosos para ver como essa trama empresarial se desenvolverá nos próximos capítulos.

Será que os mistérios serão desvendados? As respostas parecem estar a apenas um depoimento de distância.

2 thoughts on “Ex-diretor da Americanas diz não ter envolvimento com área contábil e financeira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *